quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Oficinas do FECAN encantam juventude em Montes Claros

Com palestras, debates, shows e oficinas, o Primeiro Festival de Cultura e Arte Negra – (FECAN) está agitando a classe estudantil e a sociedade montes-clarense. O movimento, realizado há 15 anos na cidade, busca estimular a aplicação da Lei 10.639, aprovada em 2003, que determina o resgate e a valorização da cultura afro-descendente nas escolas, através das disciplinas de Educação Artística, História, Português e Literatura.
Segundo o coordenador do Grupo de Consciência Negra Tambores dos Montes, Hilário Bispo, pela primeira vez o movimento aconteceu com uma intensidade tão positiva. “Este ano conseguimos uma diversidade maior nas atividades que expressam, junto à comunidade, a importância da cultura negra em nosso dia-a-dia”, diz Hilário, que se empolga ao falar da grande participação de crianças e adolescentes nas oficinas, cerca de 400.
As oficinas de Dança de Rua, Percussão, Grafite, Dança Afro e Artes Plásticas foram realizadas durante toda a semana, na Casa do Tambor e no Sesc. Participaram professores e jovens de diferentes escolas, faculdades e dos Centros de Convívio assistidos pela Associação de Promoção e Ação Social (APAS).
Para o desenhista Wender dos Santos Miranda, foi muito gratificante trabalhar com os adolescentes. “Há seis anos trabalho com desenho e são poucas as oportunidades que temos de mostrar a nossa arte”, diz o instrutor. Ele explica que existem muitos talentos na cidade que precisam apenas de orientação, como é o caso de Leonardo Silva Bispo, de 13 anos, que se dedicou bastante nas aulas. “Eu já fazia alguns desenhos e aqui pude aprimorar as técnicas”, diz Leonardo, que destacou as orientações recebidas durante as aulas. “Aprendemos a valorizar a nossa arte e acima de tudo utilizá-la somente com autorização das pessoas”.
Stephanie Pierfo, que não conhecia o Grafite, resolveu participar da oficina para se inteirar sobre esta arte. “Gostei muito, apesar de ter sentido algumeas dificuldades no início. Parece fácil, mas até a Matemática está presente nestas técnicas, uma vez que precisamos conhecer bem as figuras geométricas para fazermos os ângulos e as sombras nas letras”, explica.
Segundo o professor do Centro de Convívio Eloim Lopes, Sidney Alves da Silva, trabalhar a arte e a dança com a juventude é muito importante. Ele explica que o desempenho dos alunos no Centro de Convívio melhorou bastante. “Existe mais companheirismo entre eles, além da melhoria significativa da auto-estima”.
As outras oficinas foram ministradas foram Dança de Rua (Maurício Lopes e Adenilton Ferreira); Percussão (Zé Maria); Dança Afro (Luciano de Jesus) e Artes Plásticas (Biola).
Todo o trabalho desenvolvido será apresentado neste sábado (13) a partir das 18:30 horas no Centro Cultural.
Todo esse evento foi coordenado pelo militante do movimento negro e agitador cultural Hilário Bispo que é um dos fundadores do Grupo de Consciência Negra Tambores dos Montes .
Esse ano o evento acontecerá de 10 e 18 de Maio de 2008 em Montes Claros, com novidades :que serão os concursos de penteado africano e de beleza negra mais a 3ª edição do KIZOMBA, com o lançamento do CD de Dóris, dia 13 de Maio no centro cultural

Um comentário:

Patrícia disse...

Montes Claros, 20 de março de 2009.


Assunto: Convite ao Grupo de Consciência Negra Tambores dos Montes para apoio em Manifestação de Repúdio Contra a Impunidade ao assassinato do bailarino Igor Xavier.

À diretoria do Grupo de Consciência Negra.

Ao presidente


Ilmo. Sr. Hilário Bispo,

A Associação Sociocultural “Igor Vive” – ACIV, no sentido de dar continuidade às suas ações positivas contra a homofobia e injustiça, convida a diretoria e os associados da A.R.M.C.R., para a manifestação de Repúdio contra a Impunidade ao assassinato do Bailarino Igor Xavier que acontecerá no dia 06 de abril a partir das 9 horas na Praça Pio XII.

Para estruturação desse evento solicitamos de V. Sª., que nos ajude a organizar essa grande manifestação pacífica e a mobilizar pessoas para essa ação. Traga suas sugestões: estaremos reunidos todas as terças-feiras, às 18 horas na sede do GRAPPA, Rua D. Eva, 104 – Centro.


Esperamos contar com o valoroso apoio dessa organização, indispensável para reforçar esse evento.


Atenciosamente,


Marlene Xavier
Presidente ACIV

Contatos: Marlene Xavier – 3214-9271/ 3083-0437